A Promotora de Justiça da 1a vara da comarca de Itacoatiara,  Dra Tânia Mara de Azevedo Feitosa, ingressou com o Agravo de Instrumento n. 4003912-51.2020.8.04.0000, datado de 06 de julho de 2020, apresentando contrarazões do agravo, ou seja, pedindo o afastamento do Prefeito Peixoto. A promotora fundamenta o pedido acusando o Prefeito de desobediência de ordem judicial elencando alguns procedimentos que não foram respondidas. Entre os itens citados está o objeto de recuperação de quadra poliesportiva, sem resposta, sendo que, segundo informações da assessoria da prefeitura a obra já foi entregue pelo poder executivo municipal recuperada e inaugurada juntamente com a Escola e Quadra está anexada.
Segundo a assessoria que entrou em contato, Os problemas relatados do esgotamento sanitário e estação de tratamento de efluentes é de responsabilidade da firma Construtora que mantem contrato com a Caixa cabendo ao município o acompanhamentodireto do SAAE.
Outro item citado é descumprimento para desativação e recuperação da lixeira. A reportagem esteve no local e constatou máquinas trabalhando e o operador informou que faz parte de um plano de recuperação de áreas degradadas acompanhado por técnicos especializados para atender Termo de Ajustamento de Conduta Ambiental.
Tivemos acesso a relatórios administrativos que orientam que o lixão só pode ser desativado apos a construção do Aterro Sanitário.

Segundo especialista na área jurídica, os argumentos da Promotoria apresentam fragilidades de fácil contestação que deverão ser corrigidas pelo Judiciário, e podem denotar uma espécie e suspeitas de perseguição política pelos atores interessados no desgaste do Prefeito pouco ou nada interessando os prejuizos da cidade e da população que a reside.

Apela-se que o MP e o PJ atentem para evitar o linchamento moral injusto com julgamento precipitado de pessoas públicas sem ouvir o contraditório
muito comum por publicações irresponsáveis nas redes sociais dizem os especialistas. Entramos em contato com a promotora mais até o momento não conseguimos respostas. O portal Oabutre acompanhará de perto esse caso e também outros no município.