O Ministério Público do Estado do Amazonas, através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO ), conjuntamente com as Promotorias de Justiça da Auditoria Militar e da Promotoria de Justiça do Município de Maraã-AM, com o apoio da Polícia Civil e do Centro de Operações Especiais (COE), da Polícia Militar do Estado, deflagrou, na manhã desta quinta-feira (26/12), a “Operação Braço de Rio”, a qual visa combater e aprofundar as investigações relacionadas aos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e organização criminosa, entre outros, envolvendo a participação de policiais militares lotados naquele Município. Estão sendo cumpridos 02 mandados de prisão e 03 mandados de busca e apreensão domiciliar e pessoal, deferidos pelo juízo da Vara da Auditoria Militar da Comarca de Manaus. 

As investigações tiveram início há aproximadamente 06 meses, e dão conta de que os alvos dos mandados judiciais funcionam como o braço armado da organização criminosa, facilitando a distribuição de drogas naquela região como a passagem de drogas da região do alto solimões até a cidade de Manaus e outras metrópoles.

O nome da operação está relacionado ao fato de que as organizações criminosas envolvidas com o tráfico de drogas têm se valido de braços de rios para escoar drogas aos grandes centros urbanos, fugindo da rota do Rio Solimões, onde há maior vigilância. Durante a execução das medidas, as equipes do GAECO, da Polícia Civil e do COE apreenderam itens de informática e documentos, os quais serão periciados e encaminhados à justiça.