Em uma investigação da Polícia Militar, prendeu um pastor de 37 anos, que não teve nome divulgado, por tráfico de drogas, em Minas Gerais.

Segundo informações o religioso entrou pro mundo do crime, após igreja ter fechado devido à pandemia do novo coronavírus. Com a investigação, o pastor abriu um salão de beleza, que usava o espaço como ponto de vendas.

De acordo com a polícia, o caso está sendo investigado em torno de dois meses. “Constatamos que havia um negócio de cocaína, crack e maconha que trazia drogas de Ribeirão Preto (SP). Foram realizadas duas prisões. Durante essas prisões, o nome de um pastor veio à tona”, contou o delegado regional de Passos, Marcos Pimenta.

O pastor foi levado para a delegacia, onde ficar a disposição da justiça. A investigação do caso continua em andamento.