Manaus- Após a grande repercussão da festa de aniversário para o filho que completou 19 anos, Edilson Rufino dono do Baratão da Carne, realizou a festa com aglomeração após um mês do falecimento da mãe.

Segundo informações, a mãe do empresário faleceu devido a complicações da covid-19, e após um mês de falecida, Edilson fez a festa de arromba no condomínio Efigênio Sales.

Antigamente, após a morte de algum familiar era respeitado o luto e a dor da perda, algo que foi ignorado pelo próprio filho e até mesmo pelo então neto da senhora que faleceu.

De acordo com informações da Polícia Civil do Amazonas , a síndica será responsabilizada criminalmente por deixar que sejam realizados eventos desse tipo nas dependências do condomínio.

Tal ato, foi feito sem se preocupar com parentes, familiares e até mesmo funcionários que estavam na festa e que no outro dia atendiam clientes no supermercado como se nada tivesse acontecido.

Vale ressaltar que Edilson Rufino, foi flagrado na manhã da última segunda-feira (29), buscando atendimento médico em hospital da região.

Em denúncia, foi informado que tanto parentes como amigos que estavam na festa estão com sintomas da covid-19.  O Amazonas vive a fase laranja da pandemia e que todo cuidado é necessário para evitar a terceira onda da covid-19 no estado.