Manaus – Rudisson Cardoso Pereira, de 36 anos foi sequestrado por uma quadrilha de venezuelanos na noite do último dia 17 de abril, na rua Lima Bacury, bairro Centro, localizado na zona Sul de Manaus. O empresário era alvo da quadrilha e foi vítima de latrocínio, roubo seguido de morte.

Segundo informações preliminares, o homem estava saindo de um motel, acompanhado por uma mulher, quando foi abordado pelos suspeitos e feitos refém no próprio veículo. Um dos suspeitos assumiu a direção do veículo do homem e saiu rapidamente. O crime foi presenciado por um catador de latinhas.

Imagens de câmera de segurança, registraram o momento da abordagem e possível sequestro. É possível ver o momento em que o homem e a mulher são obrigados a entrar no veículo com os suspeitos.

Registro do momentos em que a quadrilha já aborda o empresário e toma o controle do veículo

No dia 18 de abril, o corpo do empresário foi encontrado em uma área de mata no bairro Distrito Industrial 1, localizado na zona Sul da capital. O corpo foi encontrado com quatro disparos de arma de fogo na cabeça e com sinais de tortura.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), investigam o caso e confirmam que foram roubados da vítima uma quantidade em dinheiro, telefone celular e outros objetos pessoais, assim como o carro, que logo após o crime foi abandonado pelos suspeitos.

De acordo com a linha de investigação da polícia, a mulher que acompanhava o empresário na saída do motel, também estaria participando do crime.

A suposta garota de programa já foi localizada e foi conduzida a DEHS para prestar esclarecimentos sobre o caso. Os relatos da moça estão sendo mantidos em sigilo para não comprometer a investigação do crime.

A polícia relata que a quadrilha que sequestrou, assaltou e matou o empresário, é formada por venezuelanos e que a acompanhante do homem, foi usada como isca para atrair a vítima para a cilada.

Vídeo: Reprodução
Vídeo: Reprodução