Manaus – Integrantes de uma facção criminosa divulgaram nos aplicativos de mensagens e nas redes sociais, um vídeo em que um jovem é julgado e em seguida executados com três tiros,  Ítalo Abrahão Sales Amaral, vulgo “Bolota”, 18 anos, na avenida Içá, bairro Distrito Industrial I, Zona Sul de Manaus.

Antes da execução, os mesmos criminosos gravaram outro vídeo onde organizam um “Tribunal do Crime” onde interrogam “Bolota” e o obrigam a entregar outros comparsas, antes de condená-lo a morte.

De acordo com os policiais militares da 7ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o “Bolota” teria sido sequestrado por homens desconhecidos em um carro vermelho no bairro Betânia, Zona Sul da capital, e levado para um cativeiro no bairro Petrópolis, onde foi submetido ao “Tribunal do Crime”.

Após ser “julgado e condenado”, “Bolota” foi levado em direção da avenida Içá e foi atingido com três tiros, sendo dois no pescoço e um na cabeça. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Os suspeitos fugiram sem deixar nenhuma pista.

O corpo da foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) e vai passar pelos exames de necropsia. A mãe do jovem ficou muito abalada após fazer o reconhecimento do filho.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) vai fazer uma apuração em torno do caso.

Vídeo: Reprodução
Vídeo: Reprodução