Brasil – Uma criança de 7 anos, que não teve a identidade revelada, foi agredida com um fio de extensão, pela própria mãe, de 25 anos. O caso aconteceu em Montes Claros, no Norte de Minas Gerais.

A agressão foi filmada pelo ex-marido da mulher no dia 13 de abril deste ano, mas voltou a viralizar em diversos grupos nas redes sociais nesta segunda-feira (26).

No vídeo, a mulher aparece bastante agressiva e questiona a filha sobre algo que ela teria pegado sem a permissão dela. A criança se recusa a responder e é agredida com os fios e com tapas.

A polícia informou que a mulher se referia a camisinhas que a filha encontrou na casa e usou para brincar. O homem teria usado as imagens para pressionar a mulher a reatar o relacionamento.

Os dois se divorciaram há um ano e a Justiça expediu uma medida protetiva que o impedia de se aproximar da ex-mulher.

Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar o caso e a delegada, Mônica Paiva, informou que o homem foi autuado por tentativa de extorsão e a mulher por tortura. Ele foi levado para o presídio de Bocaiuva e a mulher para Itacarambi.

“A tortura é uma modalidade de crime em que pressupomos a prática do ato infligindo um grande sofrimento físico e mental na vítima. Pelas imagens, é possível notar o momento de intenso sofrimento vivido pela criança que era interrogada pela mãe”, disse a delegada.

A advogada da mãe da criança esclareceu que as agressões foram incitadas pelo ex-companheiro da mulher.

“Ele já estava fazendo perturbação psicológica com ela e ao perceber que estava corrigindo a criança, passou a incitar as agressões. Ele fez isso para usar as imagens com o intuito de chantageá-la para que eles reatassem o relacionamento ”, explicou a advogada, Edna Maria Oliveira Gomes.

Vídeo: Reprodução

Com informações do G1