Uma mulher, recém casada, acabou morrendo após o marido utilizar um brinquedo sexual em uma sessão de 48 horas de sexo sadomasoquista. A vítima, de 49 anos, não resistiu a danos internos causados no intestino. A morte aconteceu oito dias após Ralph Jankus e Christel se casarem, na Alemanha.
 
A tragédia foi registrada em 2018, na semana seguinte ao casamento. Após um ano do acidente, a justiça alemã decidiu pela absolvição do homem, de 52 anos.
 
Mulher morre após marido utilizar brinquedinho durante sexo
 
Ralph e Christel se casaram no final de julho, na Alemanha. O casal, que gostava de uma brincadeira sexual mais agressiva, estava curtindo os primeiros dias de casados quando aconteceu a tragédia. Segundo informações do marido, eles estavam praticando a 48 horas uma relação de sexo sadomasoquista, que é quando os indivíduos encontrar o prazer sexual na dor.
 
Depois do intenso ato sexual, a mulher não se sentiu bem e pediu para ir ao hospital. No entanto, os médicos não constataram nada e Christel foi liberada. Quatro dias depois a esposa de Ralph morreu e a perícia identificou ferimentos no intestino.
CASAL ESTAVA JUNTO HÁ SETE ANOS, PORÉM, CASADOS APENAS HÁ OITO DIAS (FOTO: REPRODUÇÃO/ REDES SOCIAIS)
 
Homem confessa que utilizou brinquedo sexual de 20 centímetros
 
Após a morte da esposa, Ralph utilizou as redes sociais para informar sobre a tragédia. Na mensagem, o homem agradeceu as felicitações pelo casamento e aproveitou para informar sobre a morte da esposa, dizendo que estava desesperado. Os dois estavam juntos há sete anos, porém, há apenas oito dias casados.HOMEM DECLAROU ESTAR DESESPERADO NA MENSAGEM (FOTO: REPRODUÇÃO/ REDES SOCIAIS)
 
Em depoimento à polícia, o homem revelou que durante a extensa relação sexual utilizou de alguns brinquedos eróticos. Entre os objetos, Ralph apresentou o que pode ter causado o ferimento e a morte da esposa. A estrutura de metal, de aproximadamente 20 centímetros, possui uma ponta com espécies de espinhos.
 
MODELO DO OBJETO APRESENTADO POR RALPH A POLÍCIA (FOTO: ILUSTRAÇÃO)
 
Marido é absolvido pela justiça
 
Aproximadamente um ano após o acidente, a justiça da Alemanha decidiu pela absolvição de Ralph Junkas. Segundo o juiz Johannes Hochgurtel, os ferimentos causados pelo marido foram sem intenção de machucar e o ato era de consentimento de ambos.
 
Durante a decisão, o magistrado solicitou que o homem não repita o ato nunca mais.